Última hora

Última hora

EUA: Presidente do Senado chama "ditador" a Hu Jintao

Em leitura:

EUA: Presidente do Senado chama "ditador" a Hu Jintao

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de ter sido recebido com pompa e circunstância na Casa Branca, o presidente chinês enfrentou um Congresso bastante mais crítico no que toca aos direitos humanos.

Para a fotografia, ficou um longo aperto de mão entre Hu Jintao e o presidente do Senado, o democrata Harry Reid, que dois dias antes o classificou como “ditador”.

“É um ditador. Pode fazer muitas coisas através do tipo de governo que tem. Talvez não devesse ter dito ditador mas forma de governo diferente da nossa e isso é um eufemismo”, declarou Harry Reid.

Ainda que Hu Jintao tenha admitido, na quarta-feira, que “há muito a fazer” no que toca aos direitos humanos, também avisou que as questões relativas a Taiwan e ao Tibete dizem apenas respeito à China.

Hu Jintao sublinhou, ainda, que “a China não pretende iniciar uma corrida às armas, que não é uma ameaça militar para nenhum país e que nunca vai procurar a hegemonia ou uma política expansionista”. Antes qualificou o país como um “parceiro económico preparado para ajudar o mundo a recuperar da maior crise financeira em anos”.

Esta é uma visita de negócios. Os acordos assinados representam 45 mil milhões de dólares. Entre eles, está também a prolongação do empréstimo de dois pandas chineses ao jardim zoológico da capital norte-americana por mais cinco anos e mais dois milhões e setecentos mil dólares.