Última hora

Última hora

Holanda: estudantes repetentes não querem pagar a crise

Em leitura:

Holanda: estudantes repetentes não querem pagar a crise

Tamanho do texto Aa Aa

A revolta dos estudantes holandeses degenerou esta sexta-feira em cenas de violência entre manifestantes e polícia no centro de Haia.

Pelo menos 25 pessoas foram detidas depois de um grupo de manifestantes ter lançado ovos e pedras sobre as forças da autoridade, junto ao parlamento holandês.

Os incidentes ocorreram à margem de uma manifestação de mais de 20 mil estudantes contra os cortes no orçamento do ensino anunciados pelo ministro da Educação.

O governo pretende poupar cerca de 370 milhões de euros anuais, obrigando os estudantes repetentes a pagar uma taxa de 3 mil euros por ano a partir de 2012.

Uma medida que afeta 10% dos estudantes holandeses.

“Eu estou bastante dececionado com o governo, estas medidas são negativas para quem estuda, em particular para quem tira um segundo curso ou para os trabalhadores estudantes”, afirma um manifestante.

“Eu sei que estas medidas são necessárias para equilibrar o orçamento, mas não são construtivas e vão complicar ainda mais a vida dos estudantes”, sublinha uma estudante.

As medidas penalizam também as universidades com mais estudantes repetentes com a redução dos subsídios governamentais.

Dezenas de professores saíram também à rua para manifestarem-se contra os cortes que poderão levar ao despedimento de mais de 2.500 docentes.