Última hora

Última hora

Tunísia: primeiro-ministro promete deixar política após eleições

Em leitura:

Tunísia: primeiro-ministro promete deixar política após eleições

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro tunisino quer distanciar-se da imagem de Ben Ali, face à contestação popular que quer ver destituídos todos os ministros que fizeram parte do regime do presidente deposto.

Numa entrevista televisiva, Mohammed Ghannouchi confessou que quando era chefe de governo na era de Ben Ali “tinha medo como todos os tunisinos”. Aagora, promete que a justiça vai perseguir o ex-presidente.

Ghannouchi compromete-se a deixar a política após as eleições. No entanto, não disse para quando é o escrutínio, ainda que o seu executivo tenha avançado com um prazo de até seis meses.

O primeiro-ministro promete, ainda, indemnizar as famílias daqueles que morreram durante os protestos que fizeram cair Ben Ali.

Vítimas que sucumbiram às balas da polícia, que agora se coloca ao lado da população. “Só tememos Deus mas pedimos perdão ao povo da Tunísia. Queremos o perdão porque amamos este povo. Eu também sou da Tunísia”, declara, em lágrimas, um polícia.

Como prometido, está em marcha a libertação dos presos políticos. O governo promete ainda o reconhecimento de todos os partidos, incluindo a oposição islamista, e a restituição dos bens da família de Ben Ali ao estado tunisino.