Última hora

Última hora

Cavaco Silva promete "magistratura ativa"

Em leitura:

Cavaco Silva promete "magistratura ativa"

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente português re-eleito prometeu exercer uma “magistratura ativa, cooperando lealmente com todos os órgãos de soberania para a defesa dos grandes objetivos estratégicos nacionais”.
 
As palavras de Cavaco Silva foram proferidas no Centro Cultural de Belém, local onde se dirigiu aos apoiantes e comunicação social.
 
Durante o discurso, o chefe de Estado desafiou a comunicação social a revelar os “nomes daqueles que estão por detrás” do que afirma tratar-se “uma campanha de calúnias, mentiras e insinuações” contra a sua pessoa proferidas durante a corrida eleitoral.
 
Entre as suas prioridades, Cavaco Silva apontou a luta contra o desemprego, a contenção do endividamento externo e o aumento da competitividade da economia portuguesa.
 
O facto de alcançar 52,9% das preferências estabelece Cavaco Silva como um dos políticos mais consensuais na paisagem política portuguesa pós 25 de Abril.
 
A capacidade demonstrada desde 2006, altura em que subiu pela primeira vez à presidência, para se elevar acima dos interesses partidários mereceu o elogio do eleitorado que assim, mais uma vez, nele deposita esperanças para o futuro.
 
Este resultado revela igualmente o desejo generalizado dos portugueses de estabilidade. Portugal enfrenta uma crise económica e financeira aguda e Cavaco Silva terá certamente uma palavra a dizer relativamente ao futuro.

João Duarte Ferreira