Última hora

Última hora

Demodedovo: Abertura de inquérito por violação das normas de segurança

Em leitura:

Demodedovo: Abertura de inquérito por violação das normas de segurança

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia vive um dia de luto nacional, na sequência do atentado que matou 35 pessoas e deixou feridas 110, esta segunda-feira, no aeroporto internacional de Demodedovo, em Moscovo.

Depois de o presidente, Dmitri Medvedev, ter apontado directamente o dedo aos responsáveis do aeroporto, as autoridades russas abriram um inquérito por violação das regras de segurança.

Os investigadores pensam que o ataque foi organizado pelos rebeldes do Caucaso do Norte.

O presidente promete punir todos os implicados:

“Tudo deve ser feito para encontrar e trazer os bandidos que cometeram este crime aos tribunais e todos os que lhes estiverem próximos, na medida em que estejam envolvidos, devem ser liquidados”.

Tanto o presidente como o primeiro-ministro estiveram esta terça-feira nos hospitais para onde foram transportados os feridos. Vladimir Putin diz não ter dúvidas de que os responsáveis vão ser punidos.

Entre as vítimas havia oito cidadãos estrangeiros. A Interpol colocou já à disposição das autoridades russas os seus especialistas na identificação de vítimas.

O atentado ocorreu na sala de chegadas internacionais do aeroporto. A explosão terá sido provocada por uma mulher, que se fazia acompanhar de um cumplice.