Última hora

Última hora

Líbano: EUA alertam para governo controlado pelo Hezbollah

Em leitura:

Líbano: EUA alertam para governo controlado pelo Hezbollah

Tamanho do texto Aa Aa

Em Beirute, a noite foi de protestos, por vezes violentos, contra a nomeação de um primeiro-ministro apoiado pelo Hezbollah.

Já durante o dia de ontem, milhares de sunitas, partidários do anterior chefe do governo Saad Hariri, tinham saído à rua para se manifestarem em várias cidades do Líbano.

O campo de Hariri decidiu boicotar qualquer executivo dirigido por um candidato alinhado com o movimento xiita.

Os Estados Unidos estão preocupados com a crescente influência de uma organização que consideram “terrorista”.

A secretária de Estado norte-americana disse que “um governo controlado pelo Hezbollah terá um impacto nas relações bilaterais”. Hillary Clinton disse que “a Justiça deve ser servida” no assassinato do ex-primeiro-ministro Rafic Hariri – que Washington atribui ao Hezbollah – e que é preciso “acabar com a influência externa”, uma referência implícita à Síria.

Apoiado pelo poderoso movimento xiita, o milionário sunita Najib Mikati foi esta terça-feira encarregado de forma governo pelo presidente Michel Sleimane.

Amanhã começam as consultas com os diferentes grupos parlamentares.