Última hora

Última hora

Tunísia, manifestações e mandado de detenção internacional contra Ben Ali

Em leitura:

Tunísia, manifestações e mandado de detenção internacional contra Ben Ali

Tamanho do texto Aa Aa

Com Momentos de muita tensão é assim que se vive o dia na Tunísia.

Os populares exigem a demissão do Governo que consideram ser formado, essencialmente, por caciques do antigo regime. A polícia responde lançando gás lacrimogéneo.

Manifestações e apelos à greve-geral revelam o descontentamento da população contra o Governo de transição, formado após a fuga do antigo presidente Ben Ali, a 14 de janeiro.

Um Governo que para tentar sobreviver anunciou para hoje uma remodelação ministerial.

Entretanto, o ministro da Justiça fez saber, hoje, que foi lançado um mandado de captura internacional contra o presidente deposto Ben Ali, refugiado na Arábia Saudita.

O mandado de captura abrange também a esposa do presidente e outros membros da família Ben Ali, e para o qual a Tunísia pediu a colaboração da Interpol.

Desde o início da Revolução do Jasmim foram libertados perto de 2500 prisioneiros, mas, segundo o ministro da Justiça, outros 9.500 evadiram-se de diversos estabelecimentos prisionais – o ministro pede o seu regresso às prisões.

Os apoiantes do antigo regime estão, agora, também a sair à rua. Ontem, nas ruas da capital, Tunes, exigiam a manutenção do Governo.