Última hora

Última hora

Alemanha evoca o "Holocausto esquecido"

Em leitura:

Alemanha evoca o "Holocausto esquecido"

Tamanho do texto Aa Aa

Na Alemanha, 65 anos após o Holocausto, os ciganos são homenageados pela primeira vez, no dia nacional comemorativo das vítimas do nazismo.

Zoni Weisz, um cigano sobrevivente, que é floricultor da corte real holandesa, foi convidado a discursar perante os deputados do Bundestag. Emocionado, evocou o “Holocausto esquecido”.

Segundo historiadores, na Europa terão sido exterminados entre 220 mil e meio milhão de ciganos, numa comunidade que, naquela época, era de um milhão de indivíduos.

Os ciganos, considerados pelos nazis como uma “raça inferior”, foram sistematicamente perseguidos e aniquilados. Em certos campos de concentração, caso de Auschwitz, foram utilizados como cobaias em experiências médicas.