Última hora

Última hora

Iemenitas pedem demissão do presidente

Em leitura:

Iemenitas pedem demissão do presidente

Tamanho do texto Aa Aa

Inspiradas pela revolução tunisina, 16 mil pessoas saíram às ruas de Sanaa, capital do Iémen.

Organizadas pela oposição, as manifestações reivindicaram a melhoria das condições de vida e a demissão do presidente do Iémen. Ali Abdullah Salleh está no poder há mais de 30 anos.

“Quer o presidente compreenda, quer não, estamos contra ele. Não queremos mais este legado político. É apenas o início. Vamos continuar a manifestar-nos”, garantiu um manifestante.

“Saímos, hoje, para nos manifestarmos. Estas pessoas vieram de todas as partes do Iémen. Pedimos ao presidente para abandonar e ao Governo para realizar eleições limpas, o mais brevemente possível”, afirmou outro iemenita.

Numa tentativa de conter os protestos dos últimos dias, Ali Abdullah Salleh propôs a limitação de mandatos presidenciais e o aumento salarial de funcionários públicos e militares.

A polícia acompanhou as manifestações. Não há registo de incidentes.