Última hora

Última hora

Egito: recolher obrigatório não trava protestos

Em leitura:

Egito: recolher obrigatório não trava protestos

Tamanho do texto Aa Aa

O recolher obrigatório não trava os protestos no Egito. Depois de uma sexta-feira negra para o presidente, Hosni Mubarak decretou a aplicação da medida nas cidades do Cairo, Alexandria e Suez, para depois a alargar a todas as cidades do país.

No mesmo decreto, o chefe de Estado egípcio pede ao Exército para apoiar a polícia e reforçar a segurança.

Credit: @ollywainwright / twitpic.com

O recolher obrigatório começou às seis da tarde e dura até às sete da manhã. Ainda assim, ao início da noite continuaram a ouvir-se tiros na capital e de acordo com as últimas informações, dispersas e difíceis de confirmar, os manifestantes tentavam atacar o ministério dos Negócios Estrangeiros e a sede da televisão pública.

O recolher obrigatório é uma resposta à fúria dos manifestantes, que incendiaram a sede do partido no poder no Cairo e nas cidades de Ismaília e em Porto Said. Em Suez foram incendiados três edifícios públicos e em Alexandria foi incendiado um.