Última hora

Última hora

Calma regressa à Tunísia

Em leitura:

Calma regressa à Tunísia

Tamanho do texto Aa Aa

A calma regressou a Tunis, na Tunísia, um dia depois de violentos confrontos entre manifestantes e a polícia.

Para serenar os ânimos, o primeiro-ministro substituiu cinco dos sete antigos ministros do último governo de Ben Ali e fixou os dois grandes objetivos do novo elenco governamental: transição democrática e relançamento económico.

Mas para muitos, a revolução do Jasmim ainda não terminou. Os graffiti junto a sede do executivo, na capital, evidenciam o descontentamento de pequenos grupos que se mantêm nas ruas três semanas após a queda do regime de Ben Ali.

Esta sexta-feira, a polícia evacuou, sob o olhar atento do exército, a esplanada de Kasbah ocupada há vários dias por centenas de manifestantes que exigiam demissão do governo.

Os manifestantes lançaram pedras contra as forças da ordem, que responderam com gás lacrimogéneo.

Durante os confrontos 15 pessoas ficaram feridas.