Última hora

Última hora

Comités de cidadãos vigiam ruas do Cairo

Em leitura:

Comités de cidadãos vigiam ruas do Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

O desaparecimento subito da polícia das ruas do Cairo inquieta os residentes.

Quando o exército foi enviado para controlar os manifestantes, a polícia retirou. Muitos dos espaços que antes estavam sob guarda estão agora ao abandono.

A população inquieta-se. Os jovens revoltam-se:

“Toda a gente anda com navalhas. Por isso todos os pais fecharam os filhos em casa, fecharam todos os rapazes e raparigas. Porque é que os fecharam? Porque têm medo. A polícia fugiu, abandonou o país.”

“Nós somos residentes do centro da cidade e aqui ninguém quer o presidente, mas mesmo assim eles deviam estar aí. Neste momento ninguém deste governo está nas ruas. Nós tentamos proteger-nos a nós próprios. Para os que sairam da prisão não faz diferença quem somos, vão atrás de qualquer um que tenha dinheiro no bolso”, queixam-se.

700 prsioneiros terão fugido da prisão de Fayoum, no sul do Cairo, tendo matado um polícia. As pilhagens, a destruição, o roubo e as violações eclodiram por toda a cidade.

O exército tenta capturar todo o tipo de armas que encontra nas mãos dos civis.