Última hora

Última hora

Egipto: transição nas mãos dos militares

Em leitura:

Egipto: transição nas mãos dos militares

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro político do Egipto está cada vez mais nas mãos dos militares.

As forças armadas sempre ligadas ao poder no país tornaram-se nesta crise atores incontornáveis.

Desde sábado, são os militares que controlam a rua e são também os militares que controlam o presidente.

A secretária de Estado norte-americana saúda mesmo a sua atuação:

“Por aquilo que sabemos até agora, o exército tem tomado posições positivas, está a responder positivamente aos protestos pacíficos, mas ao mesmo tempo temos muitas informações de pilhagens e atividade criminosa que não ajuda a construir aquilo que queremos ver.”

Segundo Barak Obama, o que Washington quer ver é uma “transição ordeira para a democracia”. Os Estados Unidos não ousam, no entanto, pedir a Hosni Mubarak que abandone o poder.