Última hora

Última hora

UE apela ao diálogo imediato entre Mubarak e oposição

Em leitura:

UE apela ao diálogo imediato entre Mubarak e oposição

Tamanho do texto Aa Aa

“As preocupações do povo egípcio são legítimas e devem ser ouvidas”: o alerta foi deixado pela chefe da diplomacia europeia. Catherine Ashton recusou pronunciar-se sobre a continuidade de Hosni Mubarak, mas apelou a um diálogo imediato entre o presidente e os membros da oposição. E acrescentou: “Penso que é muito importante que a União Europeia esteja pronta para apoiar o Egito agora e no futuro. Mas deixem-me dizer que lamento profundamente as perdas de vidas e o grande número de feridos. É essencial que todos, incluindo as as forças policiais, se contenham para evitar mais violência. Pedimos às autoridades que libertem, imediatamente, todos os manifestantes pacíficos que foram detidos”.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos Vinte e Sete analisam esta tarde os acontecimentos no Egito, depois da União Europeia ter sido acusada de lentidão no caso da Tunísia.

O primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodrigues Zapatero, responde às críticas, exigindo “prudência”, “os acontecimentos estão a desenrolar-se muito depressa e insisto num ponto: ainda não temos a perceção e a visão clara sobre as consequências”.