Última hora

Última hora

Jordânia: rei nomeia novo primeiro-ministro

Em leitura:

Jordânia: rei nomeia novo primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

Maarouf Bakhit, antigo militar, ex-primeiro-ministro e antigo embaixador na Turquia e em Israel, é o novo chefe de Governo da Jordânia. O rei encarregou-o de realizar “verdadeiras reformas políticas a favor da democracia”, depois dos protestos nas ruas terem apelado à demissão de Samir Rifai.

Os ventos da mudança também estão a soprar na Jordânia. Face ao receio do contágio das revoltas populares na Tunísia e no Egito, o rei Abdulah II decidiu ouvir as ruas e destituir Rifai.

Os manifestantes contestavam a política económica do governo, nomeadamente pela subida do preço dos combustíveis e dos alimentos.

Um ativista contesta: “Esta é uma substituição de um indivíduo por outro, mas tudo vai continuar na mesma. O primeiro-ministro não representa a maioria parlamentar nem as escolhas livres e democráticas como nos países democráticos.”

Outro ativista acrescenta: “As pessoas pedem mudanças políticas e reformas genuínas e profundas. Esperamos que a mudança seja um passo na boa direção.”

Mas o novo primeiro-ministro não agrada à oposição, que convocou um protesto para a próxima sexta-feira, junto à sede do governo, em Amã.

O principal partido da oposição, a Frente de Ação Islâmica (FAI), critica a escolha de Maarouf Bakhit, que não considera como reformista. Além disso, acusa-o de ter manipulado as eleições legislativas de 2007.