Última hora

Última hora

Tidal Sails ou como produzir electricidade no mar

Em leitura:

Tidal Sails ou como produzir electricidade no mar

Tamanho do texto Aa Aa

Não é único, mas é o mais recente projecto de engenharia para produzir energia eléctrica através da força das correntes. Chama-se Tidal Sails e é uma invenção do engenheiro norueguês Are Borgesen.

“A ideia surgiu quando estava a velejar e estávamos a ir contra uma corrente muito forte. Durante algum tempo ficámos presos e eu pensei no que aconteceria se virássemos o barco de pernas para o ar. Teríamos, com certeza, energia suficiente no veleiro.”

A visão inspiradora de Are Borgesen resultou nas Tidal Sails, ou velas de corrente, que como o nome indica aproveitam a energia gerada pelas correntes marítimas.

“As Tidal Sails são velas subaquáticas que estão presas por uma corda de metal. Com a corrente a corda é puxada por uma roda que ao girar liga um gerador que produz electricidade”, explica Borgesen.

O aparelho é testado num fiorde perto de Haugesund, na Noruega. O protótipo pode por vezes ficar bloqueado, mas o projecto continua a evoluir. A nova versão vai ter velas maiores e mais finas.

Sobre os obstáculos com que se depara na concepção da nova versão do aparelho, Borgesen explica que “há desafios, mas neste momento temos muitos desafios a uma escala mais reduzida que podem não constituir um problema para o projecto na sua globalidade.”

A empresa de engenharia está a produzir o próximo aparelho que deverá ter um comprimento superior a 100 metros e deverá começar a produzir electricidade no próximo Verão.

O presidente executivo da empresa, Jan Otto Reimers, explica que “pode-se extrair energia de áreas muito maiores do que com um sistema convencional. O mais importante é ser bem-sucedido, ou seja produzir energia com um bom preço para o quilowatt por hora.”

O conceito está a ser explorado como parte de um projecto da União Europeia. Há quem defenda que as correntes marítimas são uma das mais promissoras fontes de energia verde.

Are Borgesen não tem dúvidas. “Uma vela das nossas, de um metro quadrado, produz tanto quando uma turbina de vento de 830 metros quadrados. Esta é a diferença em termos de densidade e energia.”

www.tidalsense.com/home/index.jsp

www.tidalsails.com/