Última hora

Última hora

O pedido de desculpas do primeiro-ministro egípcio

Em leitura:

O pedido de desculpas do primeiro-ministro egípcio

Tamanho do texto Aa Aa

Face ao silêncio do presidente egípcio, foi o primeiro-ministro, Ahmed Shafiq, que surgiu hoje na televisão pública para pedir desculpas pelos incidentes dos últimos dias.

Num discurso ao país, o chefe de Estado, anunciou a abertura de um inquérito à violência protagonizada, nos últimos dias, no Cairo, por grupos de apoiantes de Mubarak.

Os manifestantes da praça Tahrir acusam as forças de segurança de estarem por detrás dos ataques, levados a cabo por polícias à paisana com armas brancas e armas de fogo.

Poucas horas depois, o procurador-geral egípcio ordenava o congelamento dos bens de seis ex-ministros de Mubarak, entre os quais, o antigo responsável do Interior, que estão agora impedidos de sair do país.