Última hora

Última hora

Mubarak diz que está "farto" mas teme "caos"

Em leitura:

Mubarak diz que está "farto" mas teme "caos"

Tamanho do texto Aa Aa

Recusando ceder à pressão interna e internacional, Hosni Mubarak diz que está “farto” do poder e que “gostaria de partir” mas receia que o país “caia no caos”.

Declarações do presidente egípcio na primeira grande entrevista desde o início do protesto, concedida à correspondente da cadeia norte-americana ABC, Christiane Amanpour.

A respeito do pedido de Barack Obama para uma transição “imediata” para a democracia, Mubarak disse à jornalista veterana que o presidente norte-americano “não percebe a cultura egípcia”.

Amanpour encontrou também o vice-presidente Omar Suleiman, que garantiu que o poder egípcio não irá recorrer à força para esvaziar a Praça Tahrir do Cairo.

Suleiman afirmou que “não será usada qualquer violência” contra os manifestantes. As autoridades vão apenas “pedir-lhes que vão para casa e pedir aos seus pais que lhes digam para regressarem a casa”.

Amanpour insistiu, perguntado se “o exército poderá ser instruído para evacuar a praça”.

Suleiman garante que “pedirão” aos manifestantes “para irem para casa, mas nunca serão forçados”.