Última hora

Última hora

Mais uma noite de vigília no Cairo

Em leitura:

Mais uma noite de vigília no Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

Mais uma noite de vigília, no Egito. Apesar do recolher obrigatório, mais de 10 mil pessoas passaram a noite na Praça Tahrir.

A certa altura, ouviram-se tiros, que semearam o pânico na praça – aparentemente sem grandes consequências.

O resto da capital egípcia estava praticamente deserto.

Durante o dia de sexta-feira, também se tinham ouvido tiros esporádicos, mas as cenas de violência não foram nada, em comparação com as de quarta e quinta-feira.

Os manifestantes tinham apelidado o dia como “sexta-feira da partida”. Mas, apesar das centenas de milhar de manifestantes, Hosni Mubarak não deixou a cadeira do poder, ignorando também os apelos de vários países ocidentais.

Apesar de uma contramanifestação pacífica, na Praça Moustafa Mahmoud, do outro lado do rio, a Praça Tahrir voltou a revelar-se o símbolo da contestação ao presidente, neste 11° dia de protestos.

Os manifestantes prometem não arredar pé. E mesmo se Hosni Mubarak ainda não deixou o poder, os manifestantes continuam a acreditar que, mais cedo ou mais tarde, vão conseguir batê-lo!