Última hora

Última hora

Egito: Irmandade Muçulmana participa no diálogo com o poder

Em leitura:

Egito: Irmandade Muçulmana participa no diálogo com o poder

Tamanho do texto Aa Aa

Os representantes da oposição egípcia reunidos este domingo com o vice-presidente Omar Suleimane chegaram a acordo para a criação, até ao início de Março, de uma comissão que irá preparar as emendas à Constituição.

Foi o primeiro anúncio feito após o encontro no Cairo, ao qual participou pela primeira vez a Irmandade Muçulmana, formação ilegalizada – embora tolerada – desde 1954.

As discussões envolveram também os partidos opositores Wafd e Tagammou, bem como figuras independentes e representantes dos grupos pró-democracia que lançaram o movimento de contestação.

Inicialmente oposta ao diálogo enquanto o presidente Hosni Mubarak se mantiver no poder, a Irmandade Muçulmana explicou que decidiu participar no diálogo para “proteger a revolução”.

O encontro acontece depois de, no sábado, ser anunciada a demissão da cúpula dirigente do partido de Mubarak, apesar deste se manter à frente da formação.