Última hora

Última hora

Argélia: novo protesto contra desemprego

Em leitura:

Argélia: novo protesto contra desemprego

Tamanho do texto Aa Aa

Um homem tentou imolar-se pelo fogo durante um protesto em frente ao ministério argelino do Trabalho, este domingo.

Saïd Boutouiha pretendia, assim, denunciar a precariedade do seu trabalho e a impossibilidade de manter a sua família. Mas os manifestantes impediram-no de concretizar o ato. Esta foi uma das três tentativas de imolação que ontem se registaram na Argélia, à imagem do jovem que a 17 de dezembro acendeu a chama da revolta na Tunísia.

O protesto junto ao ministério do Trabalho foi organizado pelo Comité para a Defesa dos Desempregados.

“A coordenação exige um trabalho mais decente para cada argelino e um subsídio de desemprego de 50 por cento do salário mínimo”, explica Samir Laaribi, do comité.

No início de janeiro, uma série de protestos contra o aumento do custo de vida provocou cinco mortos e mais de 800 feridos. A oposição argelina marcou uma nova manifestação para o próximo sábado, na capital.

Receando o contágio da revolta popular tunisina e egípcia, o presidente argelino Abdelaziz Bouteflika anunciou que o estado de emergência, em vigor há 19 anos, vai ser levantado num futuro próximo.