Última hora

Última hora

Egito: Mubarak resiste no poder pelo 14o dia consecutivo

Em leitura:

Egito: Mubarak resiste no poder pelo 14o dia consecutivo

Tamanho do texto Aa Aa

O Egito ensaia um regresso lento à vida normal, ao décimo quarto dia de manifestações contra o presidente Hosni Mubarak.

Na praça Tahrir, milhares de manifestantes aguardam ainda a saída de cena do presidente, enquanto nos bastidores, regime e oposição tentam discutir as modalidades de uma transição política.

O novo governo reuniu-se hoje pela primeira vez depois do fracasso das negociações de ontem com os principais partidos da oposição.

Em cima da mesa, estão exigências como a saída de cena de Mubarak, mas também o fim do estado de emergência ou a revisão constitucional.

Fora das discussões está o movimento para a mudança de Mohammed El Baradei, que continua a recusar qualquer discussão enquanto Mubarak não se demitir.

Algumas fontes avançavam hoje a possibilidade do presidente poder abandonar o Egito, oficialmente para ser submetido a uma quimioterapia na Alemanha, uma forma de satisfazer as exigências dos manifestantes.

Em todo o país, bancos e esquadras voltaram hoje a reabrir após os confrontos e ataques dos últimos dias, embora os edifícios públicos continuem bloqueados pelos manifestantes.

Também há sinais de um regresso da repressão, quando há notícia da detenção de vários ativistas e bloggers nas últimas horas no Cairo.