Última hora

Última hora

"Emir do Cáucaso", o inimigo número um da Rússia

Em leitura:

"Emir do Cáucaso", o inimigo número um da Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Doku Umarov, considerado o líder da guerrilha islamita chechena, sempre lutou contra as forças russas. Combateu nas duas guerras chechenas e foi dado como morto várias vezes.
 
Pai de seis filhos, Umarov terá 46 anos. Dois dos seus irmãos morreram em combate. Formou-se em engenharia e trabalhou no sector da construção civil. Mas a luta pela independência falou mais forte.
 
Próximo de líderes independentistas como Chamil Bassaiev e Aslan Maskhadov, em 2006, passou a liderar o movimento.
 
Mas em outubro de 2007 demarcou-se dos chefes históricos do combate pela independência chechena, como o chamado “ministro dos Negócios Estrangeiros” refugiado em Londres Ahmed Zakaïev. 
 
Umarov proclamou, então, o “Emirado do Cáucaso”, que reúne várias repúblicas do norte do Cáucaso onde quer instaurar a lei islâmica. 
 
Foi acusado pelas autoridades russas de ter comandado o sequestro na escola nº1 de Beslan, em setembro de 2004, que terminou com a morte de mais de 300 pessoas. Num dos vídeos, Umarov admitiu ter visitado o grupo responsável pelo ataque.