Última hora

Última hora

Rio de Janeiro: Desolação e perseverança na Cidade do Samba

Em leitura:

Rio de Janeiro: Desolação e perseverança na Cidade do Samba

Tamanho do texto Aa Aa

No Rio de Janeiro, o fogo destruiu os sonhos e o trabalho árduo de centenas de brasileiros.

O carnaval está aí, e as quatro escolas de samba atingidas pelo incêndio – Portela, União da Ilha do Governador, Grande Rio e Liga Independente das Escolas de Samba – sabem que não podem estar ausentes da grande festa carioca.

O correspondente da euronews esteve no local, e sentiu a desolação vivida pelos que apostavam tudo nas suas escolas: “Foram sete ou oito meses de trabalho árduo que ficaram reduzidos a cinzas. Vai ser preciso trabalhar ainda com mais afinco para minimizar as perdas. A contagem decrescente já começou”.

No Rio de Janeiro, cada escola de samba gasta entre 2,1 milhões a três milhões de euros para desfilar no Carnaval.