Última hora

Última hora

Alemanha: impasse sobre reforma da Proteção Social

Em leitura:

Alemanha: impasse sobre reforma da Proteção Social

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão não convenceu a oposição sobre o montante do aumento do rendimento social de inserção. O braço de ferro dura desde setembro e a maratona negocial desta manhã não resultou.

O governo precisa do apoio dos sociais-democratas e dos verdes para aprovar o projeto na próxima sexta-feira, na câmara alta do Parlamento (onde perdeu a maioria).

A ministra do Trabalho, Ursula von der Leyen, acusa a oposição de ser a responsável pelo impasse. “A certa altura, chegamos a um ponto em que constatamos que o objetivo não é encontrar uma verdadeira solução e, no final, começamos a duvidar se a oposição deseja realmente um acordo”, criticou.

O governo quer aumentar o subsídio para as pessoas com carências económicas graves para 364 euros. A oposição diz que o aumento de cinco euros é irrisório e não corresponde às necessidades reais dos mais carenciados, devendo passar para 420 euros no mínimo.

A revisão do atual sistema de proteção social, chamado Hartz 4, foi imposta pelo Tribunal Constitucional que, no ano passado, considerou que o plano violava o direito fundamental à garantia da subsistência mínima.