Última hora

Última hora

Bolsas vivem onda de fusões

Em leitura:

Bolsas vivem onda de fusões

Tamanho do texto Aa Aa

As bolsas mundiais estão a viver uma onda de fusões e aquisições, nos últimos dias. Há já alguns anos que o setor dos mercados de capitais tem vindo a viver uma consolidação, mas há novos episódios que estão a acelerar o processo.

Depois da Deutsche Boerse, operadora da bolsa de Frankfurt, ter dito que está em negociações avançadas com a NYSE Euronext para formar a maior bolsa do mundo, foi a bolsa de Hong Kong a dizer que está também aberta a propostas.

Uma fusão entre a NYSE Euronext e a Deutsche Boerse criaria uma bolsa gigantesca, que incluiria as maiores praças do planeta.

“Para os mercados financeiros mundiais, penso que esta é uma das consequências de outras fusões, por exemplo da bolsa de Singapura com a bolsa australiana. Há também uma oferta da bolsa de Londres para comprar a de Toronto. Por isso é um passo lógico”, explica o analista Andreas Lipkow.

A bolsa australiana, ASX, recebeu uma proposta de quase seis mil milhões de euros por parte da bolsa de Singapura e está pronta a aceitar a oferta, que iria dar origem a um novo gigante entre os mercados asiáticos, mas por enquanto enfrenta alguma oposição interna.