Última hora

Última hora

Pyongyang rejeita diálogo com Seul

Em leitura:

Pyongyang rejeita diálogo com Seul

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte não quer realizar mais conversações militares com o Sul. Pyongyang acusa Seul de não ter intenções sérias para melhorar as relações bilaterais.

A declaração surge um dia depois do falhanço do encontro que deveria servir para apaziguar as tensões entre os dois países.

A China apela à retoma do diálogo. Os Estados Unidos consideram que a Coreia do Norte perdeu uma oportunidade para mostrar que quer melhorar as relações com o sul.

Pelo contrário, a televisão estatal norte-coreana divulgou que é “o sul que não pretende melhorar as relações com o norte” porque “está a rejeitar o diálogo”.

A reunião entre coronéis dos dois países começou na terça-feira. Ontem, a Coreia do Norte abandonou a mesa de negociações, recusando pedir desculpas pelos dois ataques do ano passado.

O primeiro foi o afundamento da corveta sul-coreana Cheonan, em março, tendo feito 46 mortos. O segundo foi o bombardeamento da ilha sul-coreana de Yeonpyeong, em novembro, que fez quatro vítimas mortais.

Esta era a primeira reunião oficial desde os incidentes. Era também um requisito de Pequim e Washington para se relançar as negociações sobre o desmantelamento do programa nuclear de Pyongyang. Em 2009 a Coreia do Norte abandonou essas negociações em resposta às sanções da ONU por ter realizado um teste míssil.

A fronteira entre as duas Coreias é uma das regiões com maior concentração de tropas do mundo. A guerra da Coreia terminou em 1953 sem qualquer tratado de paz.