Última hora

Última hora

Talibã reivindicam atentado suicida contra quartel militar no Paquistão

Em leitura:

Talibã reivindicam atentado suicida contra quartel militar no Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

Os Talibã paquistaneses reivindicaram o ataque suicida que provocou a morte de pelo menos 30 militares, ferindo quarenta, esta manhã, num quartel militar no noroeste do Paquistão.
 
O bombista, um adolescente disfarçado com um uniforme de estudante, fez deflagrar uma carga explosiva à entrada da instalação, em Mardan, durante a passagem em revista dos militares.
 
O quartel alberga o contingente militar responsável pelo patrulhamento da chamada zona tribal, na fronteira com o Afeganistão.
 
Segundo os talibã, a acção pretende ser uma resposta à ofensiva levada a cabo pelo governo, com o apoio dos Estados Unidos, contra os grupos armados na região.
 
Nos últimos três anos e meio, os talibã paquistaneses reivindicaram mais de 400 atentados similares que provocaram mais de 4 mil mortos em todo o país.
 
O presidente Asif Ali Zardari e o primeiro-ministro Syed Yusuf condenaram esta manhã o ataque suicida.