Última hora

Última hora

Pai de gémeas desaparecidas disse ter morto filhas

Em leitura:

Pai de gémeas desaparecidas disse ter morto filhas

Tamanho do texto Aa Aa

A esperança é a última a morrer e as buscas das autoridades francesas, helvéticas e italianas não cessam. O pai das gémeas suíças desaparecidas declarou “ter morto” as filhas numa carta de 3 de fevereiro endereçada à mulher na qual anunciou também o suicídio. A carta foi enviada de Cerignola, no sul de Itália.

“Posso confirmar que ele declarou ter intenções de se matar. Posso também confirmar que na carta ele disse que elas não sofreram e que repousam em paz”, anunciou o porta-voz da polícia.

As buscas concentram-se na Córsega e a polícia suíça vai enviar investigadores para a ilha, no sábado.

Matthias Schepp, o pai de Alessia e Livia, consultou sítios online de armas, de veneno e de suicídio antes de se dirigir com as crianças para a Córsega, onde chegou na madrugada de 1 de fevereiro. No mesmo dia embarcou sozinho para Toulon. Seguiu depois para Itália onde pôs termo à vida atirando-se para debaixo de um comboio.