Última hora

Última hora

Imigrantes tunisinos "invadem" Lampedusa

Em leitura:

Imigrantes tunisinos "invadem" Lampedusa

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália está a contas com a maior vaga de imigração clandestina dos últimos anos, que se está a tornar num problema não só para o país como para toda a União Europeia.

Nos últimos dias, têm chegado à ilha de Lampedusa, perto da Sicília, grandes vagas de imigrantes, vindos sobretudo da Tunísia. Só nos últimos cinco dias chegaram 5000 pessoas.

O ministro italiano dos Negócios Estrangeiros, Franco Frattini, pede medidas a nível europeu: “Estes países – Tunísia, Argélia, Egito e outros, precisam de uma estratégia que implica que a Europa lhes dê mais meios, uma espécie de Plano Marshall que evite as situações de desespero que causam ainda mais imigração”.

Franco Frattini pediu uma reunião urgente do Conselho de Ministros da Justiça e do Interior da União Europeia. Pede também um reforço da vigilância, à semelhança do que foi feito durante as vagas de imigração da Albânia para Itália nos anos 90.

Estes tunisinos procuram na Europa um refúgio à situação de incerteza que se seguiu ao afastamento do presidente Ben Ali.