Última hora

Última hora

Investigação: Mãe das gémeas desaparecidas chega à Córsega

Em leitura:

Investigação: Mãe das gémeas desaparecidas chega à Córsega

Tamanho do texto Aa Aa

A mãe das gémeas suíças desaparecidas desde finais de janeiro chegou, este domingo, à Córsega para ajudar os investigadores.

Foi para esta ilha que o pai se dirigiu de ferryboat com as meninas de 6 anos de idade.

Entretanto uma nova testemunha surge na investigação.

Olga Ormeck, diz ter visto as crianças no passado dia 1 de janeiro, de manhã, em Propriano, na Córsega, acompanhadas pelo pai, Mathias Schepp e de uma mulher.

“Era uma mulher e um homem e eles estavam a falar um com o outro. Estava a atravessar a rua, olhei para eles e vi as meninas. Tenho quase 95% de certeza que eram as gémeas. E o homem tenho a certeza de que era ele”.

Apesar deste testemunho, a polícia não excluiu a hipótese das gémeas suíças estarem mortas. Antes de cometer o suicídio, o pai confessou numa carta enviada à polícia ter assassinado as meninas.