Última hora

Última hora

A ira das italianas contra o "Bunga Bunga" de Berlusconi

Em leitura:

A ira das italianas contra o "Bunga Bunga" de Berlusconi

Tamanho do texto Aa Aa

O “Bunga Bunga” de Silvio Berlusconi não seduz as mulheres italianas. Centenas de milhares de manifestantes do sexo feminino protestaram ontem em toda a Itália contra os escândalos sexuais atribuídos ao primeiro-ministro.

Sob o slogan “o país não é um bordel”, as manifestantes exigiram a demissão do chefe de governo, repudiando publicamente o que consideram ser uma visão machista e indigna do sexo feminino.

Na base da revolta as centenas de notícias sobre as alegadas orgias – conhecidas como “Bunga Bunga” – e conversas telefónicas de Berlusconi com várias amantes e prostitutas.

“Sentimos vergonha pelo que se passou, somos a risota do mundo inteiro”.

“Tenho 27 anos e ser jovem em Itália é uma desgraça, os jovens não são tratados como uma mais valia, e para além disso sou mulher”.

Os protestos, que se repetiram também em Paris, ocorrem num momento em que a procuradoria de Milão exige o julgamento imediato de Berlusconi, acusado de ter recorrido aos serviços de uma prostituta menor.