Última hora

Última hora

Julgamento imediato para Il Cavalieri

Em leitura:

Julgamento imediato para Il Cavalieri

Tamanho do texto Aa Aa

Más notícias para Silvio Berlusconi. O primeiro-ministro italiano vai ser julgado já em Abril, acusado de ter tido relações sexuais pagas com uma menor e alegadamente ter abusado do cargo que exerce.

Uma juíza do tribunal de Milão decidiu o julgamento imediato com base em fortes indícios apresentados pela procuradoria.

Berlusconi não reagiu à decisão. Campanha suja é o que mais se ouve nas hostes do chefe de governo.

“O fumo da perseguição é cada vez mais evidente. O acelerador é carregado ao máximo contra Berlusconi com o evidente uso político da justiça”, diz Fabrizio Cicchitto, deputado do partido de Berlusconi.

Berlusconi declara-se perseguido e inocente. Por isso ele que vá até tribunal defender-se e salve o país da triste figura que é ter um primeiro-ministro a ser julgado por prostituição infantil e abuso de poder”, afirma Dario Franceschini, da oposição.

No centro das acusações está a dançarina “Ruby”. Além das contestações na ruas dos últimos dias, Berlusconi arrisca-se a uma pena que pode ir até aos três anos de prisão por ter recorrido a uma prostituta menor e 12 por abuso de poder, quando interveio junto da polícia para libertar a marroquina, dizendo tratar-se da neta de Hosni Mubarak.

Más notícias para Silvio Berlusconi. O primeiro-ministro italiano vai ser julgado já em Abril, acusado de ter tido relações sexuais pagas com uma menor e alegadamente ter abusado do cargo que exerce.

Uma juiz do tribunal de Milão decidiu o julgamento imediato com base em fortes indicios apresentados pela procuradoria.

Berlusconi não reagiu à decisão. Campanha suja é o que mais se ouve nas hostes do chefe de governo.

“O fumo da perseguição é cada vez mais evidente. O acelerador é carregado ao máximo contra Berlusconi com o evidente uso político da justiça.”

Do lado da oposição: Berlusconi declara-se perseguido e inocente. Por isso ele que vá até tribunal defender-se e salve o país da triste figura que é ter um primeiro-ministro a ser julgado por prostituição infantil e abusod e poder.”

No centro das acusações está a dançarina “Ruby”. Além das contestações na ruas dos últimos dias, Berlusconi arrisca-se a uma pena que pode ir até aos três anos de prisão por ter recorrido a uma prostituta menor e 12 por abuso de poder, quando interveio junto da polícia para libertar a marroquina, dizendo tratar-se da neta de Hosni Mubarak.