Última hora

Última hora

Parlamentares pedem pena de morte para líderes da oposição

Em leitura:

Parlamentares pedem pena de morte para líderes da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

“Morte à América”, “Morte a Israel, “Moussavi e Karoubi para a forca”. Estas foram as palavras entoadas no parlamento iraniano na sequência das manifestações e dos confrontos de segunda-feira.
223 deputados, em 290, assinaram uma carta a pedir a punição mais severa para os líderes da oposição que convocaram as concentrações.
O objetivo era realizar uma marcha pacífica de apoio às revoluções na Tunísia e no Egito. Mas o regime não autorizou e colocou os dirigentes em prisão domiciliária.
 
Durante os confrontos registaram-se dois mortos.
Os medias oficiais apresentam-nos como mártires, enquanto os manifestantes dizem que pertenciam às fileiras da oposição.
 
A euronews conseguiu recolher o testemunho de uma participante nas manifestações desta segunda-feira, que por razões de segurança mantemos o anonimato: “Por volta das 5 da tarde registaram-se confrontos violentos entre os manifestantes e as forças de segurança, mas apesar disso os participantes não abandonaram a concentração e continuaram a cantar enquanto tentavam alcançar a praça Azzadi. A minha estimativa é de que estavam mais de 40 mil pessoas nas ruas. Eu vi muitos feridos e pessoas a serem detidas. Ao meu lado estava uma senhora de 60 anos, a polícia chegou ao pé dela e deu-lhe várias bastonadas e depois arrastaram-na e levaram-na dali para fora.”