Última hora

Última hora

Produtores de azeite em Espanha denunciam "dumping"

Em leitura:

Produtores de azeite em Espanha denunciam "dumping"

Tamanho do texto Aa Aa

Os produtores espanhóis de azeite estão em polvorosa por causa do excesso de produção que os obriga a vender abaixo do preço do custo. Mesmo nos supermercados, o produto está a ser alvo de “dumping”.

A COAG, principal sindicato agrícola de Espanha, quer que o governo autorize o armazenamento privado de azeite, que permite a retirada do mercado de uma parte da produção e obrigaria os preços a subir novamente. Um comité reuniu-se com a ministra do Ambiente: “Estudei a possibilidade do armazenamento privado, porque há uma realidade que não podemos negar, o azeite é um produto que é um símbolo nacional e isso está a afetar negativamente os preços”, disse a ministra Rosa Aguilar.

O ministério quer pedir à União Europeia que autorize o armazenamento privado, uma prática estritamente regulamentada pela lei comunitária: “Essa é a única medida que pode fazer subir os preços, tal como aconteceu em 2009, quando houve uma subida de entre 80 e 90 cêntimos. Só assim podemos evitar que se repitam os prejuízos dos últimos três anos”, diz Rafael Civantos, da COAG.

O armazenamento privado só é permitido quando os preços descem até 1,77 euros por quilo, no caso do azeite virgem, um valor que, segundo os produtores, não cobre minimamente os custos.