Última hora

Última hora

Alemanha: "sopa nuclear" indigesta

Em leitura:

Alemanha: "sopa nuclear" indigesta

Tamanho do texto Aa Aa

Várias pessoas ficaram feridas esta madrugada nos protestos contra o comboio com resíduos nucleares que está a atravessar a Alemanha.

Os ecologistas querem travar a passagem do que chamam de “sopa nuclear”. Ou seja, 60 mil litros de resíduos nucleares líquidos.

Um manifestante ficou ferido quando se acorrentou aos carris e outro em confrontos com a polícia. A ONG Aliança Antinuclear diz que o número de feridos é maior e acusa a polícia de brutalidade.

O comboio partiu na terça-feira da antiga fábrica de reprocessamento de Karlsruhe, no sudoeste do país, rumo ao depósito de Lubmin, no nordeste. Está a ser escoltado por cerca de sete mil polícias.

Mais de 100 ativistas estão reunidos às portas de Lubmin, onde os resíduos devem chegar ainda esta quinta-feira, mas com atraso. É que na partida, foram necessárias mais de nove horas para afastar os manifestantes. 350 chegaram a ser provisoriamente detidos.