Última hora

Última hora

Bahrain: tanques militares substituem manifestantes em Manama

Em leitura:

Bahrain: tanques militares substituem manifestantes em Manama

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de meia centena de tanques do exército ocupam desde esta manhã o centro de Manama, depois da polícia ter expulso violentamente os milhares de manifestantes concentrados há dois dias na praça Pérola.

Segundo fontes da oposição, pelo menos três pessoas morreram e centenas ficaram feridas depois do assalto da polícia ao acampamento dos manifestantes com gás lacrimogéneo.

Segundo algumas fontes, as autoridades terão utilizado balas reais para dispersar o protesto.

O ataque ocorreu por volta das três da manhã, hora local, quando a maioria dos manifestantes dormiam e sem aviso prévio.

O ministério do Interior afirma, no entanto, que os manifestantes foram alertados para a intervenção da polícia, justificado pelo fato de, “afetar o trânsito na rotunda central da cidade”.

Durante a noite os manifestantes tentaram reagrupar-se nas ruas adjacentes à praça central, perseguidos pelas forças da ordem.

Há notícia da intervenção da polícia contra o hospital para onde foram deslocadas as vítimas dos ataques e onde se concentraram centenas de manifestantes.

Desde o dia 14, que milhares de pessoas se manifestam no país, exigindo a demissão do governo.

A oposição xiita tinha abandonado o parlamento há dois dias em solidariedade com os manifestantes.

Esta noite, testemunhas dão conta de que o regime terá bloqueado as ligações à Internet.