Última hora

Última hora

Contestação no Curdistão iraquiano

Em leitura:

Contestação no Curdistão iraquiano

Tamanho do texto Aa Aa

O movimento de contestação social no Iraque estendeu-se ao Curdistão. Esta quinta-feira, pelo menos duas pessoas morreram e 47 ficaram feridas em Sulaimaniya, região autónoma do norte.

Na mira dos manifestantes: as sedes do Partido Democrático e da União Patriótica do Curdistão.

A policia acabou por intervir e os confrontos foram inevitáveis.

Os manifestantes acusam as duas formações políticas de corrupção e pedem que sejam levadas à justiça.

Os protestos no Curdistão iraquiano terão mobilizado cerca de 1000 pessoas. Mas esta foi, apenas, uma das muitas manifestações desta quinta-feira contra os governos regionais.

Do norte ao sul do Iraque foram muitos os que saíram à rua para exigir, mais uma vez, infraestruturas básicas e novos governantes.