Última hora

Em leitura:

Três manifestantes mortos, no Iémen


Iémen

Três manifestantes mortos, no Iémen

Milhares de manifestantes voltaram a sair às ruas, em diversas cidades do Iemen, esta sexta-feira, com confrontos que provocaram três mortes.

Parte das concentrações eram de apoio ao presidente Adballah Saleh e outras eram de sentido contrário.

Isto, um dia depois dos violentos confrontos, registados na capital, Sanaa, entre apoiantes e contestatários do presidente. Houve mais de 40 feridos, enquanto na cidade portuária de Aden, no sul do País, há notícia de quatro mortes e mais três, já esta sexta-feira.

As maiores manifestações de hoje ocororreram na cidade de Taiz a 200 quilómetros da capital.

Testemunhas falam de uma concentração de apoio ao presidente que reuniu mais de 10 mil pessoas. Mas a televisão estatal garantiu que a manifestação juntou um milhão de pessoas, numa cidade de quatro milhões.

Noutro local da cidade, na Praça da Liberdade, alguns milhares de opositores reclamaram a saída de Abdallah Saleh, no poder há 32 anos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Egípcios celebram revolução com "Marcha da Vitória"