Última hora

Última hora

Universidade pressiona ministro alemão da Defesa para responder a acusações de plágio

Em leitura:

Universidade pressiona ministro alemão da Defesa para responder a acusações de plágio

Tamanho do texto Aa Aa

A polémica desencadeada pelas acusações de plágio contra o ministro alemão da Defesa sobe de tom.

Na internet, foi criada uma página para identificar as passagens contestadas da tese de doutoramento de Karl-Theodor zu Guttenberg.

A imprensa alemã não poupa críticas àquele que era o mais popular ministro do governo de Angela Merkel, mas que a edição germânica do Financial Times apelida agora de “Barão da Cópia”.

A universidade onde Guttenberg completou o doutoramento “com distinção e louvor” deu-lhe duas semanas para responder às acusações.

Um analista político afirma que “ele tem a oportunidade de admitir um erro e dizer que não fez um trabalho academicamente correto. Mas terá dificuldade em reconquistar a credibilidade e apoio de que gozava”.

O ministro nega o plágio e disponibilizou-se para verificar as notas de rodapé e a bibliografia da sua tese.

A universidade de Bayreuth está a investigar as denúncias segundo as quais muitas passagens são copiadas de diversas fontes sem qualquer menção.