Última hora

Última hora

A guerra da informação na Líbia

Em leitura:

A guerra da informação na Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Continuam a ser escassas e contraditórias as informações que saem da Líbia para o exterior.

Há vídeos que vão sendo publicados na internet, quando a rede está ativa, e há relatos de testemunhas que descrevem um cenário de violência com a polícia a disparar sobre os manifestantes anti-governo. Há quem fale num «massacre» levado a cabo por franco-atiradores estrangeiros.

A ação centra-se, sobretudo, em Bengasi. Segundo a organização de defesa dos direitos humanos, Human Rights Watch, já morreu mais de uma centena de pessoas mas não há números oficiais.

Muammar Khadafi encontra-se em parte incerta mas há imagens a circular na Net que mostram o líder líbio com apoiantes.

Entretanto o governo anunciou ter detido dezenas de membros de uma alegada rede estrangeira que pretende pôr em causa a segurança no país.

A informação é avançada pela televisão estatal que fala em vandalismo nos hospitais e nos edifícios públicos, um pouco por todo o país.