Última hora

Última hora

Berlinale galardoa cinema iraniano

Em leitura:

Berlinale galardoa cinema iraniano

Tamanho do texto Aa Aa

O cinema iraniano foi o grande vencedor da edição de 2011 do Festival de Cinema de Berlim.

“Nader e Simin – Uma Separação”, de Asghar Farhadi, conquistou não só o Urso de Ouro para o Melhor Filme, como os galardões de Prata para Melhor Ator e Melhor Atriz, compartidos pelos cinco membros do elenco.

Sebastian Saam, euronews: “A Berlinale é vista como o mais político dos grandes festivais de cinema. Mas há duas opiniões acerca deste filme: uns dizem que a visão humana sem reflexões políticas é sensacional, outros que é demasiado suave com as autoridades iranianas para escapar à censura. Uma coisa é certa: o interesse no filme vai agora aumentar.”

O drama familiar foi louvado pela forma como explora com subtileza as diferenças de classes e o conservadorismo religioso no Irão.

A longa-metragem arrecada os principais galardões numa edição da Berlinale que, curiosamente, homenageia o cineasta iraniano Jafar Panahi, condenado no país dos Aiatolas.

O Grande Prémio do Júri foi para a última obra do realizador húngaro, Béla Tarr.

Filmado a preto e branco, “O Cavalo de Turim” dividiu as críticas. Com um ritmo particularmente lento, escasso diálogo e ambiente carregado, o filme do veterano realizador é anunciado com o seu derradeiro.