Última hora

Última hora

Líbia: Human Rights Watch pressiona União Europeia e União Africana

Em leitura:

Líbia: Human Rights Watch pressiona União Europeia e União Africana

Tamanho do texto Aa Aa

A ONG Human Rights Watch fez um apelo à União Europeia e à União Africana para que pressionem o governo líbio por forma a que a violência contra o povo termine e que os responsáveis dos massacres sejam levados perante a justiça.

“Gostaríamos de ver os amigos da Líbia, a União Africana e a União Europeia, dizer claramente que a violência contra manifestantes desarmados tem de parar, que estes crimes estão a ser cometidos e que quem os comete deve ser levado á justiça.

Gostaríamos que toda a ajuda militar fosse cortada, que a Internet fosse restaurada e que os jornalistas e grupos de defesa de direitos humanos pudessem entrar no país e ver o que se passa na realidade”, sublinhou um responsável da ONG.

Apesar das imagens emitidas há poucas horas pela televisão estatal líbia, testemunhas citadas pela agência EFE indicam que a situação em Tripoli é de extrema tensão, com cadáveres espalhados pelas ruas e disparos de artilharia pesada ouvidos em várias zonas da capital.