Última hora

Última hora

Líbia: UE aprova sanções contra o regime do ditador Kadafi

Em leitura:

Líbia: UE aprova sanções contra o regime do ditador Kadafi

Tamanho do texto Aa Aa

Sem um fim do conflito à vista, a União Europeia decidiu suspender os laços comerciais com a Líbia e diz-se pronta para adotar sanções contra o regime de Muammar Kadafi, em resposta à violenta repressão contra os protestos.

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, classificou de “inaceitável” a forma como Kadafi ameaça o povo: “É intolerável ver o Exército usar a força contra cidadãos como temos visto nos últimos dias. É simplesmente intolerável e por isso penso que devemos exigir às autoridades líbias o fim da violência”.

Discurso idêntico o do presidente dos Estados Unidos, que se pronunciou publicamente pela primeira vez sobre esta matéria.

Barack Obama fixou como prioridade o resgate de cidadãos norte-americanos. Anunciou ainda a preparação de um pacote de sanções: “Como todos os governos, o regime líbio tem a responsabilidade de afastar a violência, de deixar a ajuda humanitária alcançar os necessitados e respeitar os direitos da população. Deve ser responsabilizado pelo falhanço e enfrentar as consequências da violação contínua dos direitos humanos.”