Última hora

Última hora

Iraquianos em protesto

Em leitura:

Iraquianos em protesto

Tamanho do texto Aa Aa

Inspirados pelos protestos no mundo árabe, também os iraquianos saíram à rua para dizer basta à corrupção e à falta de infraestruturas básicas.

Os manifestantes tentaram entrar em edifícios governamentais, em várias cidades do Iraque, mas foram travados pela polícia.

Pelo menos sete pessoas morreram e 50 ficaram feridas.

A praça Tahrir, em Bagdad, reuniu esta sexta-feira milhares de pessoas, empunhando bandeiras e entoando palavras de ordem contra o governo.

Os manifestantes, seguidos de perto por um forte contingente policial, conseguiram ainda assim derrubar um muro que dá acesso à Zona Verde, um setor ultra protegido da capital.

Um iraquiano explica o que está em causa:

“Somos jovens qualificados, muitos têm cursos superiores e mestrados. O governo roubou os nossos sonhos. Somos jovens sem esperança. Roubaram os nossos sonhos.”

À falta de perspetivas de futuro somam-se as difíceis condições de vida no presente. Oito anos após a invasão norte-americana, o progresso tarda. Muitos não têm água potável ou mesmo eletricidade.