Última hora

Última hora

Líbia reduz drasticamente produção de petróleo

Em leitura:

Líbia reduz drasticamente produção de petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

A produção de petróleo na Líbia está a ser fortemente afetada pela onda de violência que assola o país.

A exportação diminuiu 1,2 milhões de barris por dia. A Itália, o maior produtor estrangeiro no território líbio, reduziu a produção diária de 280 mil para 120 mil barris diários.

Ninguém consegue prever quando é que a situação poderá ser restabelecida e é também dificil perceber quem controla a exploração. Vários poços e condutas de transporte para o porto de Ras Lanuf estão nas mãos dos opositores ao regime de Kadafi.

A ENI, empresa pública de energia italiana tenta, apesar de tudo, tranquilizar os clientes:

“Temos campos off-shore, particularmente o de Huafa, na zona ocidental da Líbia, que trabalham regularmente. Temos lá 34 expatriados que estão ali porque querem. A situação é de emergência, mas as coisas funcionam”

Funcionam, mas a que preço. O petróleo ultrapassou já os 100 dólares por barril, em Nova Iorque e aproximou-se dos 120 dólares, em Londres.

Para os responsáveis da ENI, não há dificuldades de aprovisionamento no mercado. Há apenas especulação.