Última hora

Última hora

Líbia: manifestantes anti-regime ganham terreno

Em leitura:

Líbia: manifestantes anti-regime ganham terreno

Tamanho do texto Aa Aa

O regime de Muammar Kadafi parece estar a caminho do fim. Indiferentes às forças ainda leais ao coronel, milhares de manifestantes cantam já vitória.

Na cidade de Zawiyah, 60 quilómetros a oeste da capital, os insurgentes surpreenderam a viagem de um grupo de jornalistas “selecionados” pelo regime.

Na praça dos Mártires gritou-se “Abaixo o regime, Viva a Liberdade”. Muitos manifestantes estavam armados e alguns dispararam mesmo para o ar.

A força popular é alimentada por um número cada vez maior de soldados desertores, enaltecidos e carregados em ombros.

A perder terreno, Kadafi já não controla o leste do país. Os opositores tomaram conta de Bengasi, de onde estão a partir muitos cidadãos estrangeiros. Recuperaram ainda o controle de Misurata e chegaram à cidade de Kufra, no Sudeste, próximo da fronteira com o Sudão.

Em Tripoli, a capital, está montado um forte dispositivo de segurança onde circulam os militares leais ao coronel. O pão e os combustíveis já estarão a ser racionados.

Nos arredores da cidade foram montados postos de controlo, mas noutros locais não patrulhados é visível a destruição.

“‘É isto que divide o país. Não temos problemas entre nós, as tribos na Líbia são uma família. A Líbia é como uma família. Não temos nada. Olhem à volta, olhem para as ruínas”, diz Walid El Kassr, apoiante de Muammar Kadafi.

Com o objetivo de dirigir um processo de transição, forças de oposição líbias anunciaram neste domingo a criação de um Conselho Nacional com representantes de todas as zonas já controladas.