Última hora

Última hora

"Chegou a altura de Kadhafi sair"

Em leitura:

"Chegou a altura de Kadhafi sair"

Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade internacional condena a onda de violência que se tem assistido desde há duas semanas na Líbia.

O Conselho de Direitos Humanos da ONU está reunido em Genebra, na Suíça, com o objetivo de encontrar uma solução.

As Nações Unidas e União Europeia, assim como os Estados Unidos aprovaram já várias sanções contra o regime de Kadhafi.

A secretária de Estado norte-americana afirmou que “chegou a altura de Kadhafi sair, sem mais violência ou atraso”. Hillary Clinton evidenciou ainda que “a comunidade internacional fala a uma só voz e que as violações aos direitos universais são inaceitáveis.”

O Tribunal Penal Internacional anunciou esta segunda-feira que vai conduzir uma investigação preliminar à repressão na Líbia, a pedido do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O procurador-geral, Luís Moreno Ocampo fez um aviso aos infratores: “Eu gostaria de lançar um pré-aviso para todos na Líbia: quem decidir atacar civis poderá ser investigado e acusado. Os comandantes do exército têm uma responsabilidade especial pois têm conhecimento do que as suas tropas fazem e podem ser responsabilizados. “

O cerco a Kadhafi e ao seu séquito aperta-se.

O ditador e os seus apoiantes estão já proibidos de viajar e de aceder aos bens que têm fora do país.