Última hora

Última hora

Londres lança operação de repatriamento de cidadãos residentes na Líbia

Em leitura:

Londres lança operação de repatriamento de cidadãos residentes na Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Três aviões militares do Reino Unido retiraram mais de 150 civis do deserto do Leste da Líbia, na maioria cidadãos britânicos bloqueados em acampamentos isolados.

Durante todo o fim de semana as operações de resgate sucederam-se e vários testemunhos dão conta da situação dramáticas dos estrangeiros apanhados na revolução Líbia.

“Começamos a caminhar na segunda-feira à noite, uma semana, não tivemos uma boa semana.

No atrelado de um trator durante alguns dias, mil quilómetros de autocarro para voltarmos ao sítio de onde tinha partido, até que a RAF nos encontrou”, conta Brian, australiano de 50 anos.

Em Malta, o serviço de fronteiras registou a chegada de 8 mil refugiados estrangeiros desde o início da crise Líbia e parece longe do fim.

São aos milhares as pessoas que fogem da violência e do caos na Líbia tendo como primeira plataforma o porto de La Valeta.

“Estamos a receber muitas chamadas de pessoas que estão bloqueadas no deserto, mantemo-los informados dos vôos e vamos busca-los” explica um controlador.

Uma fragata da Marinha britânica com 207 pessoas a bordo chegou ontem à capital de Malta procedente de Benghazi.