Última hora

Última hora

Portugal pede apoio contra ataques dos mercados

Em leitura:

Portugal pede apoio contra ataques dos mercados

Tamanho do texto Aa Aa

Portugal lançou um apelo aos parceiros da União Europeia para que ajudem o governo contra o que diz serem novos ataques dos mercados.

Numa conferência organizada pela Reuters e pela TSF, o primeiro-ministro José Sócrates disse que “a crise das dívidas é o maior desafio de sempre da União Europeia e e o bloco tem que defender todos os Estados-membros nesta luta”. Já Teixeira dos Santos, ministro das Finanças, diz que “a Europa tem que tomar medidas mais fortes para proteger as economias mais fracas”.

Depois da Grécia e da Irlanda, Portugal é dado como sendo o próximo país a precisar da ajuda do FMI e dos parceiros da União Europeia. No entanto Lisboa continua a resistir a um pedido oficial de ajuda.

A conferência contou também com o presidente do Banco Espírito Santo que, tal como os dois governantes, pediu medidas firmes a serem tomadas nas duas próximas cimeiras europeias.